cão que estava internado em Botucatu recebe alta após 50 dias de lutas

  • 01/11/2021
  • 0 Comentário(s)

cão que estava internado em Botucatu recebe alta após 50 dias de lutas

fonte; Leia Notícias

O cachorro de 6 anos, que foi enterrado vivo no dia 12 de setembro, em uma Rodovia entre Boituva e Tatuí, e que estava internado em uma clínica de Botucatu recebeu alta neste domingo, 31, após quase 50 dias de luta pela vida.

“Partimos pra casa. O Menino Guerreiro teve alta, para alegria de todos nós. Foram 50 dias de muita luta e uma vontade de viver. Que emoção, trouxemos ele desfalecido e estamos levando ele com muita esperança de uma total recuperação. Agradecemos demais a Deus, a Clínica Animal Care Botucatu ( Dr Washington), todos que estão ajudando, torcendo. A maldade, a covardia não venceu. Vamos embora, Menino”, divulgou a ONG Uipa Itapetininga.

Relembre o caso

O cachorro de aproximadamente 6 anos foi encontrado no dia 12 de setembro por um casal de Itapetininga. Segundo o boletim de ocorrência, os moradores viram uma pessoa com uma enxada nas mãos, na altura do quilômetro 28, e pararam para verificar a situação.

‘Foi lançado para morte’, diz presidente de ONG sobre cachorro enterrado vivo às margens de rodovia

Conforme o BO, o casal fez perguntas ao homem, mas ele colocou a enxada no porta-malas do carro e saiu do local. Logo depois, os moradores encontraram um monte de terra com uma pequena parte da cabeça do cachorro, que agonizava, segundo a associação.

O casal resgatou o cão e o levou até o Ambulatório Municipal Pet de Itapetininga.

Conforme a prefeitura, o cão da raça dachshund (conhecida popularmente como “salsicha”) recebeu cuidados como aplicação de soro, assepsia, sedação e curativo. Depois, em parceria com a UIPA, ele foi transferido para uma clínica de Botucatu.

Responsável foi liberado

Um boletim de ocorrência por maus-tratos foi registrado no dia 14 de setembro na delegacia de Tatuí e, após três dias, os suspeitos de terem enterrado o cachorro foram localizados.

Segundo o relato da mulher à polícia, o animal ficou ferido em uma briga com um pit bull e, por isso, tinha um corte profundo no pescoço.

O delegado responsável pelo caso, José Luiz Silveira Teixeira, contou que a mulher disse que o marido dela enterrou o cachorro pensando que o animal já estivesse morto.

Aos policiais, a mulher ainda informou que, depois da briga com o pit bull, o casal levou o cachorro ao veterinário, mas, por conta do preço estabelecido para o tratamento, retornou para casa e decidiu enterrar o animal.

Após o depoimento da esposa, o homem compareceu à delegacia de polícia, onde prestou depoimento e foi liberado.

O delegado afirmou ainda que aguarda os laudos veterinários para dar continuidade ao processo e que o homem será investigado pelo crime de maus-tratos.

Jornal Leia Notícias

#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


 Locutor no Ar

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. AVINE VINNY PART. MATHEUS FERNANDES

LATE CORACÃO

top2
2. Gusttavo Lima

Nota de Repúdio

top3
3. Diego & Victor Hugo, Bruno & Marrone

Facas

top4
4. Mari Fernandez

NÃO, NÃO VOU

top5
5. Zé Felipe e Os Barões Da Pisadinha

Senta Danada


Anunciantes